Agência de publicidade premia ideias para enfrentar crise de água

Em São Paulo, uma agência de publicidade decidiu premiar as melhores sugestões dos funcionários para enfrentar a crise no abastecimento de água.

Lugar de gente criativa, cheia de ideias para vender produtos. E o desafio, desta vez, foi para a agência inteira.

“A moça do café, secretários, financeiros, criativos, pessoal de mídia, de todas as áreas envolvidas”, enumera Laura Chiavone, vice-pres. de planejamento.

Mutirão de sugestões para economizar água ou para estimular essa ideia. O que fazer com o que sobra nas garrafinhas no ambiente de trabalho?

“Colocar um balde, onde a água vai ser desprezada ali no balde, ao invés do ralo. E reutilizar essa água”, explica Renata de Lena, funcionária da agência.

No caso dos cartazes, a proposta é mais ação e menos reclamação. “Vamos usar este momento para repensar o que a gente tem que fazer, depois a gente reclama. Depois que a gente consertar, a gente volta a reclamar e cobrar de quem tem que cobrar”, comenta Danilo Tranquilli, diretor de arte.

Em pouco mais de uma hora, mais de 50 ideias foram apresentadas. O pessoal ficou aguardando o resultado. A escolha das melhores sugestões foi feita por uma comissão julgadora. Trabalho agradável. Muita coisa boa. No final, o prêmio de R$ 5 mil acabou triplicado. Foram três vencedores:

Lara Thomazini pensou numa calha para captar água de chuva em apartamentos. “Você pode instalar do lado de fora da janela e coletar água em um balde. Aí, pode ter um filtro, mas é água para usar para descarga, para lavar prato, lavar roupa”, conta.

Para afinar o ritmo do banho, lista de músicas curtas. “A música vai acelerando ao longo do banho e quando a música acaba é hora de desligar o chuveiro. Não precisam deixar de cantar no chuveiro, mas vão cantar de um jeito consciente”, aponta o redator Lucas Buratti.

A proposta de um grupo é que os homens deixem de se barbear. “Toda vez que você ver um barbudo, a economia de água vem na tua cabeça. Eu estou parando agora. E até estou querendo fazer um convite aqui, que a gente está querendo dar a ‘startada’ na campanha, começar a campanha, convidando o William Bonner para aderir e parar de fazer barba”, sugere o redator Rodrigo Senra.

Fonte: G1

Escreva um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *